Ferramenta de busca por imagens pode mudar a forma como encontramos fotos na internet

Anúncios

Fuja do perigo com apps que mapeiam ocorrências de crimes

Fonte: Exame

app

Uma das maiores preocupações das pessoas hoje em dia é com a segurança. Principalmente nas cidades grandes, nunca se sabe quando está em um lugar inseguro, com grandes chances de sofrer um assalto ou um sequestro relâmpago, por exemplo.

Sem confiança nos métodos tradicionais de garantir a proteção das pessoas, a população passou a utilizar alguns meios alternativos de fugir de incidentes criminosos.

Os aplicativos a seguir se valem de informações coletivas para tentar ajudar as pessoas a passarem mais tranquilamente o dia-a-dia. Confira!

Onde Fui Roubado (site)

Onde Fui Roubado é um mapa coletivo com ocorrências de crimes a partir do Google Maps. O usuário deve selecionar a cidade em que deseja consultar os roubos e aí pode visualizar o mapa com os crimes.

É possível filtrar os resultados por data (escolher visualizar apenas os crimes em um determinado período) e buscar um endereço específico. Além disso, o usuário pode consultar um painel de estatísticas, com informações como ranking de objetos mais roubados e tipos de assaltos mais frequentes.

Para fazer uma denúncia, basta indicar o endereço do ocorrido, tipo de crime, data e hora, dar um título que descreva o crime, quais objetos foram roubados, se registrou boletim de ocorrência, um prejuízo estimado e o gênero (homem ou mulher do usuário.

Onde Fui Roubado é um mapa coletivo com ocorrências de crimes a partir do Google Maps. O usuário deve selecionar a cidade em que deseja consultar os roubos e aí pode visualizar o mapa com os crimes.

É possível filtrar os resultados por data (escolher visualizar apenas os crimes em um determinado período) e buscar um endereço específico. Além disso, o usuário pode consultar um painel de estatísticas, com informações como ranking de objetos mais roubados e tipos de assaltos mais frequentes.

Para fazer uma denúncia, basta indicar o endereço do ocorrido, tipo de crime, data e hora, dar um título que descreva o crime, quais objetos foram roubados, se registrou boletim de ocorrência, um prejuízo estimado e o gênero (homem ou mulher do usuário.

B.O Coletivo (iOS)

iOS

B.O Coletivo é um aplicativo para iOS que permite registrar ocorrências de crimes em um mapa coletivo com outros usuários, e também consultar as outras ocorrências nos locais que desejar. O app utiliza o GPS do dispositivo para verificar o local do usuário e já localiza-lo no mapa.

O mapa utilizado é o Google Maps e, para registrar uma ocorrência, é preciso conectar-se com o Facebook. Basta colocar o tipo de crime (furto, assalto, sequestro ou outros), a data e uma breve descrição, além do local exato.

O software ainda conta com uma seção de telefones úteis, como da Polícia, Bombeiro, SAMU, etc. Também há uma lista dos sites para registrar boletins de ocorrência online em diversos estados brasileiros.

WikiCrimes Mobile (Android e iOS)

O WikiCrimes Mobile é um aplicativo que se conecta com a base de dados do site wikicrimes.org para verificar se o local que o usuário está é seguro ou não.

No site, são cadastrados por pessoas os crimes sofridos com a sua localização. Com o app, o usuário clica em “Aqui é perigoso?” e recebe uma resposta de acordo com os parâmetros escolhidos. É possível definir o raio de distância e o período em que aconteceram os delitos para definir se o local é seguro.

Além de receber a resposta, o usuário pode ver no mapa os crimes e também a lista das ocorrências com sua descrição. Na versão paga do aplicativo, que custa US$ 0,99, também há informações do governo em relação aos delitos, tornando mais confiáveis as informações sobre a segurança de um local.

Livros, do papel para o digital

Aplicativo barateia a versão eletrônica de livros impressos
 
ibooks

A companhia canadense BitLit pode ter dado o pontapé para uma bela solução para os que possuem uma extensa biblioteca e não querem pagar o preço cheio para adquirir a versão eletrônica dos livros que já têm. Um acordo com a editora HarperCollins permite que os donos dos livros usem um aplicativo da empresa para tirar uma foto da página que contém as informações de direitos autorais do título desejado, em que os donos devem escrever seu nome em tinta escura. Feito isso, uma tecnologia desenvolvida pela BitLit reconhece a autenticidade da página, evitando a necessidade de apresentar outros documentos, como Nota Fiscal, e permite que seja comprada uma edição eletrônica do mesmo livro com preço mais baixo que o normal.

“O BitLit oferece aos leitores um modo de engajamento com seus livros já comprados, e assim podem ler o conteúdo no formato que preferir. É um valor adicional que damos aos nossos consumidores com preço reduzido e isso também se transforma em mais vendas para nossos autores”, disse a gerente de conteúdo digital da Harper- Collins, Chantal Restivo-Alessi.

Os primeiros livros disponibilizados pelo programa são Halfway to the Grave, de Jeaniene Frost; Black Magic Sanction, de Kim Harrison; Cryptonomicon, de Neal Stephenson; Wicked, de Gregory Maguire; Os Princípios do Sucesso, de Jack Canfield, e 15 Seconds, de Andrew Gross. Cada título deve ter preço entre 2 e 3 dólares, com novo livro adicionado a cada semana pela editora.

E, como nem tudo no mundo da tecnologia é bem pensado, a Motorola lançou uma espécie de adesivo-tatuagem que se comunica com os smartphones Moto X e os desbloqueia. Basta um toque do dono com o smartphone contra a “tatuagem” para o que o telefone fique pronto para o uso, ou seja, logo teremos pessoas pelas ruas batendo com seus telefones contra o braço ou o pescoço sem que isso seja indício de tique nervoso. Cada tatuagem dura perto de cinco dias e a Motorola as vende em pacotes de dez unidades por cerca de 10 dólares. Mas elas não resolvem nada que um toque na tela não resolva. E de forma muito menos ridícula.

Brainstorm e Mapeamento Mental para Gestão do Conhecimento

Imagem

De autoria de Alex Osborn, a técnica de brainstorm (tempestade de ideias) é bastante utilizada principalmente em áreas como administração, publicidade e propaganda, marketing, gestão de processos, entre outras. Essa técnica propõe que um grupo de pessoas – de duas até dez pessoas – se reunam e se utilizem das diferenças em seus pensamentos e ideias para que possam chegar a uma resolução eficaz e com qualidade, gerando assim ideias inovadoras que levem o projeto adiante. 

Consiste em lançar as ideias tão logo elas apareçam durante a reunião e registrá-las em um quadro ou programa. Com isso as ideais não são “barradas” pois, nenhuma ideia é descartada ou julgada como errada ou absurda. Feito o levantamento passamos para a fase II – o mindmapping (mapeamento mental ou mapa da mente) é o nome dado para um tipo de diagrama sistematizado pelo inglês Tony Buzan, voltado para a gestão de informações, de conhecimento e de capital intelectual e de inovação; para a compreensão e solução de problemas; na memorização e aprendizado; na criação de manuais, livros e palestras.

Essas duas técnicas complementares são muito importantes no processo de inovação pois ambas preconizam:

a) Ampla participação das pessoas;

b) Aceitação e respeito com as ideias das outras pessoas

c) Incentivo a criatividade;

d) Integração e formação de equipes multidisciplinares

e) papeis igualitários entre os membros (o que importa são as ideias, indenpendente de quem as tenha)

 
o mapa mental parte de um único centro, a partir do qual são irradiadas as informações relacionadas. Podem ser elaborados por meio de canetas coloridas sobre folhas de papel ou um software ou app mobile dedicado. Pode ser aplicado a qualquer tarefa, atividade, profissional, ou lazer, de modo individual ou em grupo para planejar qualquer tipo de evento. Trata-se de um método para planejamento e registro gráfico cada vez mais usado em todas as áreas de conhecimento humano.
 
Com isso as ideias lançadas e pouco estruturadas na fase anterior (brainstorm) começam a ganhar sentido, ordem e uma estruturação lógica. Como as taxonomias nossas antigas conhecidas.
 Os brainstorms e mindmaps são bastante indicados no processo de Gestão do Conhecimento, uma vez que permitem a externalização e socialização do conhecimento entre os participantes. E como diria Cora Coralina:
 
Feliz aquele que ensina o que sabe e aprende o que ensina 
 
ou seja, durante esse processo de externalização e socialização estamos também aprendendo, combinando saberes (combinação) e integrando-os ao nosso próprio conhecimento prévio (internalização). Tudo isso sem fazer uso de recursos complexos e caros, utilizando apenas o recurso mais importante da organização: o capital intelectual, que atende também pelo nome de PESSOAS.

Trial dos eBooks da Emerald

Emerald Group Publishing Limited

E-books da Emerald: uma leitura realmente inspiradora

Como um estimado assinante dos Emerald Management eJournals e membro da Capes, a Emerald tem o prazer de anunciar uma demonstração de 3 meses de duas de suas Emerald eBooks Collections, dando a você acesso à:

Emerald Business, Management and Economics eBook Series Collection: contendo mais de 460volumes, distribuídos em 65 séries de livros, que cobrem áreas como Gestão estratégica, Administração, Economia, Contabilidade e Finanças. A coleção reforça a posição da Emerald como líder mundial na publicação de pesquisas sobre Administração e Gestão.

Destaque da coleçãoAdvances in International Management (AIM). Pesquisa anual que trata dos avanços nos estudos de ponta sobre organizações e práticas gerenciais, vistos de uma perspectiva global, regional e comparativa. A obra enfatiza uma abordagem interdisciplinar, que integra idéias de diferentes disciplinas acadêmicas.

Outros títulos importantesResearch in Organizational Change and Development, Contributions to Economic Analysis e International Finance Review

Emerald Social Sciences eBook Series Collection: contendo mais de 220 volumes, distribuídos em 35 séries de livros. A coleção complementa e amplia o atual portfólio da Emerald, fornecendo pesquisa atualizada e de alta qualidade em temas como Ciência Política, Psicologia, Sociologia, Assistência à Saúde e Educação.

Destaque da coleçãoComparative Social Research – A obra se fundamenta em uma orientação internacional dos estudos sobre ciências sociais. Cada volume se concentra em um tópico específico, sobretudo nos aspectos substantivos, mas abordando também características metodológicas. Em regra, os artigos apresentam dois ou mais casos para comparação, sejam entre nações, regiões, organizações, ou unidades sociais em diferentes períodos.

Outros títulos importantesCurrent Perspectives in Social Theory, Sociology of Crime, Law and Deviance, Studies in Law, Politics and Society, Studies in Symbolic Interaction, Advances in Special Education e International Perspectives on Education and Society

Principais benefícios de utilizar os e-books da Emerald

  • Integração de livros e periódicos em uma única plataforma – os usuários podem recuperar e refinar sua pesquisa com eficiência e precisão, consultando, em uma única interface, diversos livros e periódicos eletrônicos da Emerald… E isso em alguns segundos!
  • Traz uma compreensão clara sobre o tema abordado, desenvolvida por editores e autores de instituições acadêmicas de excelência em mais de 100 países, garantindo uma perspectiva internacional incomparável e que inclui obras de:
    • Edward Lawler, Cornell University (Advances in Group Processes)
    • Danuta A. Nitecki, Yale University Library, EUA (Advances in Librarianship)
    • Ron Sanchez, Copenhagen Business School (Research in Competence-Based Management)
    • Neal Ashkanasy, University of Queensland (Research on Emotion in Organizations)
    • Colin Hines: Co-diretor de Finanças do Future and Environment, Editor do jornal The Guardian, Reino Unido (Advances in Ecopolitics, Volume 1)
    • Hari Srinivas, United Nations Environmental Programme, Osaka, Japão (Community, Environment and Disaster Risk Management, Volume 1)
  • Acesso a um conjunto incomparável de conhecimento global transdisciplinar, capaz de informá-lo com facilidade e agilidade sobre a pesquisa realizada em outros países e a partir de diferentes disciplinas – pesquisa que você talvez nunca tenha tido acesso.

Note que o trial dos e-books termina no dia 15 de junho de 2010 – então não perca tempo e comece a acessá-lo ainda hoje!

Por favor, encaminhe essa comunicação aos professores e estudantes da sua faculdade, de forma que eles também possam utilizar o trial durante o período de vigência.

Para mais informações sobre a avaliação das coleções de e-books da Emerald, por favor, contate Tutilla Aragão, pelo e-mail:taragao@emeraldinsight.com, ou pelo telefone: 61 85850044

Asus Teclado Eee – Ergonomia

Olhando para este teclado pela você pode ter a impressão de que  se trata de um teclado que alguém o retirou de um MacBook Air.

A primeira vista podemos elogiar o desgn e acabamento e conta com uma tela touchscreen de 5 polegadas. A ASUS, transformou algo que normalmente usamos apenas para digitação em um computador (seria mais um PC ou um Notebook?). Enfim é isso mesmo que você leu! Você não entendeu errado é um computador.

Na sua configuração inclui um processador Intel Atom N270 (1.6GHz), 1GB de memória RAM. Este dispositivo conta ainda com 16GB SSD, 1GB DDR2 RAM, Wi-Fi, VGA, HDMI, USB 2.0 e Bluetooth. É simplesmente incrivel como isto tudo cabe em algo tão pequeno.— e o sistema operacional Windows XP Home Edition.

A tela secundária é sim pequena demais, por isso roda apenas widgets e serve como touchpad ou botões de mouse. Gestos multi-touch estão habilitados e o pequeno painel é bem parecido com um iPod touch ou iPhone

Para rodar o Windows XP Home, é preciso conectar o “teclado” a um monitor externo, e conexões não faltam: VGA-out e HDMI-out são 2 opções de saída.