Software gratuito auxilia na fomatação de trabalhos acadêmicos

tcc-planejamento

Além da alta qualidade  argumentativa e pesquisa refinada necessárias para a fundamentação do trabalho acadêmico, seja ele um artigo, monografia, dissertação ou tese, há outra exigência bem específica: a formatação nos padrões da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) e algumas variantes como Vancouver ou APA (nas referências para as áreas de saúde e psicologia respectivamente)

.Sem uma certa habilidade e treino levasse muito tempo e pesquisa  para conseguir deixar todo o material dentro das normas – e nesses casos tempo é o que mais falta, nem sempre é possível ter o suporte de um bibliotecário para auxiliar ou normalizar o trabalho devido a grande demanda.

O “Monografando” é uma ferramenta que permite ao usuário escrever seu trabalho enquanto o mesmo é editado já dentro das normas de formatação. Disponível para download gratuito, o software apresenta interface simples, no estilo formulário, na qual basta preencher os campos requeridos – como nome dos integrantes do gripo, do orientador, capítulos e palavras-chave – e então terminar a montagem básica do trabalho. Depois basta completá-lo com o conteúdo.

A normalização nos moldes da ABNT é muito importante para a padronização das publicações e comunicação científica e precisa sim ser feita, mas, não quer dizer que o processo necessite ser árido e massante.

É importante que o usuário da ferramenta confira sempre o site da ABNT e a documentação do sistema para saber se o mesmo se encontra atualizado.

Já utilizou? que tal contar para o pessoal aqui como foi a experiência 😉

 

ABRAINFO – Associação Brasileira de Profissionais da Informação.

Compartilhando a carta do prof. Luís Milanesi.

Nos últimos meses pelas redes sociais foi possível constatar o interesse dos bibliotecários, arquivistas e museólogos pelo tema “representatividade
profissional”. Essas discussões mostraram um quase e inesperado consenso: a necessidade de integração maior entre entre Arquivologia, Biblioteconomia e Museologia.  As ferramentas digitais, incluindo a internet, foram determinantes para essa aproximação – já evidenciada no perfil dos cursos de formação de profissionais para essas áreas, bem como no perfil de nossas representações acadêmicas e políticas.

Dessa constatação surgiu a proposta de abertura de um novo espaço de diálogo e de convergência. Para chegar a essa meta, considerou-se a
necessidade de existir uma associações que pudesse reunir, amplamente, os profissionais de Informação – sem as tradicionais divisões. Assim, com o trabalho incansável do nosso colega Briquet de Lemos, está sendo proposta a criação da ABRAINFO – Associação Brasileira de Profissionais da Informação.

Essa entidade de caráter nacional deverá aproximar pessoas físicas que trabalhem na área da Informação, os bibliotecários, arquivistas e
museólogos e, ainda, engenheiros, linguistas e outros que inclusive dão aulas nos cursos das três áreas. O objetivo maior que se busca é a
convergência tanto do ponto de vista teórico e prático quanto da representatividade social.

No próximo dia 23 de novembro vamos realizar a Assembléia para instituir a entidade. É importante que essa iniciativa seja do conhecimento de todos os profissionais brasileiros. Por isso peço a sua ajuda para divulgar entre professores e alunos o convite anexo.

Grato.

Luís Milanesi

29 de Outubro – Dia Nacional do Livro e das Bibliotecas

Homenagem do Bibliotecário Virtual

 

 

 

Você sabe por que comemoramos o dia Nacional do Livro no dia 29 de outubro? Por que foi nesse dia, em 1810, que a Real Biblioteca Portuguesa foi transferida para o Brasil, quando então foi fundada a Biblioteca Nacional e esta data escolhida para o DIA NACIONAL DO LIVRO.

O Brasil passou a editar livros a partir de 1808 quando D.João VI fundou a Imprensa Régia e o primeiro livro editado foi “MARÍLIA DE DIRCEU”, de Tomás Antônio Gonzaga.

Comemore também!
Comemore o dia do livro: lendo; presenteando com livro, ou, escrevendo uma frase nos envie comentários. Vamos divulgar!

BIBLIOTECONOMIA – Programa “Na Real”

São a classificação, organização, conservação e divulgação do acervo de bibliotecas e centros de documentação. O bibliotecário trabalha como um administrador de dados, que também processa e dissemina a informação. Além de catalogar e guardar as informações, ele orienta sua busca e seleção. Cabe-lhe analisar, sintetizar e organizar livros, revistas, documentos, fotos, filmes e vídeos. É de sua responsabilidade planejar, implementar e gerenciar sistemas de informação, além de preservar os suportes (mídias) para que resistam ao tempo e ao uso.

Trabalha em bibliotecas públicas, escolares ou particulares, centros de documentação, arquivos, museus, centros culturais e de memória, hemerotecas, editoras, empresas de comunicação, provedores de internet, ONGs, clubes, associações agências digitais e empresas de TI. Nos últimos tempos, a atuação do profissional de biblioteconomia tem se voltado cada vez mais para a criação e a manutenção de arquivos digitais e para a montagem de bancos de dados em computadores, empregando para isso os sistemas de informática e a internet.

 

Divulgando o Blog da Bibliotecária Virtual

Dando uma navegada pela internet encontrei vários blogs e sites interessantes de profissionais da Biblioteconomia. Hoje vou divulgar o Bibliotecária Virtual de Paula S. Schlindwein.

Paula é Artista Plástica autodidata e Bacharel em Biblioteconomia pela Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC.  Com experiência nas áreas de pesquisa; Restauração de Fotografias e Documentos Especiais; Arquivo; Gestão da informação; Gestão do Conhecimento; Profissional da Informação e Normalização de Documentos. Presta serviço de consultoria informacional: normalização de documentos, orientação para a elaboração de trabalhos acadêmicos e organização de acervos.

O blog têm por objetivo publicar Idéias, reflexões, curiosidades, questionamentos e informações sobre a Área de Biblioteconomia, Ciência e Gestão da Informação e do Conhecimento, além de informações referentes às Artes Plásticas e visuais.

Workshop: Livros Eletrônicos e Bibliotecas Digitais

Divulgando:

Quinta Feira, 25 de Outubro de 2012
das 09h00 às 12h15
Universidade Federal do Ceará
Local: Auditório da Pró-Reitoria de Graduação
(piso térreo do prédio da Biblioteca Central – Campus do Pici)

Objetivo: Apresentar a dinâmica do conteúdo digital nas bibliotecas universitárias, trocar experiências entre os participantes e esclarecer dúvidas sobre migração, métodos de aquisição e implantação de bibliotecas digitais

Público Alvo: Diretores de Bibliotecas e Bibliotecários de Universidades e Instituições Governamentais

Agenda

eBooks e Soluções Digitais , apresentado por Marcio Gama, Gerente de Licença da Springer
Nesta sessão, serão apresentados as características dos livros eletrônicos, preservaçao digital, benefícios para biliotecários e usuários, produtos e modelos de negócios oferecidos pela Springer para atender a nova realidade digital do conhecimento.

Os eBooks na Minha Biblioteca, Paula Melo,UFRJ
Nossa convidada especial vai dividir com os participantes sua experiência na implantação e uso de eBooks em sua biblioteca.

Soluções Gratuitas para Bibliotecários , apresentado por Heloisa Tiberio, Especialista de Contas da Springer
Nesta sessão, serão apresentados a nova plataforma de pesquisa da Springer, o SpringerLink e ferramentas disponibilizadas gratuitamente que facilitam a rotina de trabalho dos bibliotecários.

Serão servidos welcome coffee e coffeebreak aos nossos convidados.

Haverá ainda o sorteio de um iPad entre todos os participantes presentes!

Participe! Inscreva-se o quanto antes, há um número limitado de vagas!

Confirme sua inscrição enviando um email com o seu nome, cargo, instituição e telefone
para: heloisa.tiberio@springer.com até o dia 22/10.

Corra que ainda dá tempo.